Objetivas – Uma pequena e rápida Introdução.

Vou fazer uma pequena introdução ao assunto das objetivas (popularmente chamadas de lentes). Vai ser um post bem simples e rápido, não vou fazer um aprofundamento desse assunto neste momento. Objetiva é um assunto complexo e demanda mais de um post para explicar, mas vamos pelo começo.

A Objetiva fotográfica é o que faz a imagem  ter uma boa nitidez e definição. Sempre que pensamos em objetivas temos que pensar em duas coisas: primeiro o seu angulo de visão e segundo a sua abertura, vou explicar abaixo.

Angulo de visão

Vamos começar pelo mais simples. O angulo de visão de uma objetiva é o corte que ela faz na situação que você esta enquadrando. As objetivas tem 3 grandes grupos as Grande Angulares, Normais e Teleobjetivas. Vou explicar uma-a-uma.

Grande Angulares

As grande angulares são objetivas com um grande angulo de visão, isso significa que ela tem como principal característica “afastar” as coisas do fotógrafo, ou seja dar profundidade na imagem . Elas geralmente são

Foto por: Felipe Guilherme

Foto por: Felipe Guilherme

muito usadas para fotos de paisagens e arquitetura justamente por ter essa qualidade de conseguir colocar tudo em quadro e são facilmente reconhecidas por “arredondarem” a imagem. A famosa lente Fisheye é uma ultra-grande-angular justamente por pegar todo o circulo da imagem. Como por exemplo a imagem ao lado, repare nas bordas da imagem e dá para perceber um arredondamento nas coisas e uma profundidade na imagem, você consegue definir o que está na frente e o que esta atrás.

Normais 

As objetivas normais tem esse nome pois são as lente que mais se aproximam do campo da visão humana, a mais conhecida dentre as normais é a 50mm. São objetivas bem

Foto por: Gustavo Winther

Foto por: Gustavo Winther

simples, mas com qualidade impecável em definição. Como a foto ao lado. Perceba que a 50mm não dá nenhuma distorção na imagem, como as Grande-angulares, porém os planos da imagem na 50mm começam a ficar “juntos” ou “achatados”, você começa a perder um pouco a profundidade de campo, o que nas grandes angulares é uma característica bem notável.

Teleobjetivas

São as lentes com a característica e aproximar as coisas em relação ao fotógrafo, ou seja ela é usada para quando você quer aproximar uma cena, mas está bem longe. Além disso ela, achata todos os planos de uma fotografia e fica difícil distinguir a distancia entre os objetos da imagem, elas parecem estar todas no

Foto por: Steve Mccury

Foto por: Steve Mccurry

mesmo plano. Como por exemplo a foto ao lado do grande Steve Mccurry. Perceba como as construções parecem próximas uma da outra, não parece existir uma distancia entre elas, isso se deve ao fato de a foto ter sido tirado com uma tele ou semi teleobjetiva, achatando os planos.

Abertura

Quando falamos de abertura estamos nos referindo à abertura do diafragma da câmera que é sempre representado pela letra f. O diafragma é aquilo que controla a entrada de luz, se entra muita ou pouca luz, mas fora isso ele também controla a profundidade de

Escala do Diafragma

Escala do Diafragma

campo e campo focal, ou seja ele controla a área que fica desfocada na foto ou não. Como isso funciona, o diafragma varia de f/1.2 até f/22 nas câmeras DSLR. Quanto menor o número mais luz vai entrar, quanto menor o numero menos luz vai entrar, como mostra a imagem ao lado. Sabendo disso classificamos as objetivas dentro de dois grupos as Lentes Claras que são objetivas com uma abertura minima de f/2.8 para baixo, ou seja que permite entrar muita luz. E também tem o grupo das Lentes Escuras que tem a abertura minima de f/3.5 ou seja elas não permitem tanta entrada de luz em situações escuras. Além disso, como eu havia dito, elas controlam a profundidade de campo da imagem isso quer dizer a área que fica em foco e a área que fica em desfoque. Quanto maior a abertura (menor o número), menor é o campo focal, ou seja menor vai ser a área de foco

Campo Focal

Campo Focal

na imagem. Quanto menor a abertura (maior o número), maior é o campo focal, ou seja mais elementos em na cena estarão em foco ou com nitidez. Veja a imagem ao lado por exemplo, ela é uma imagem bem didática sobre o assunto. Repare que no f/1.8 o campo focal dela são poucas letras do teclado, você vê uma pequena faixa com foco e nitidez. Já na imagem ao lado, no f/5.6, você tem um aumento no que consegue ver em foco e em nitidez e, no f/22, você consegue ver tudo em foco. Isso se deu apenas mexendo na abertura da câmera.

Bom como eu disse ia ser um post bem rápido. Espero que tenha esclarecido algumas coisas sobre objetivas, caso ainda tenham alguma dúvida, questão ou algo ficou mal explicado, por favor mandem suas perguntas e questões. Ficarei mais do que contente em ajudar.

Gustavo Winther

Referencias: Equipamento fotográfico – Thales Trigo

Anúncios

2 pensamentos sobre “Objetivas – Uma pequena e rápida Introdução.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s