Começando pelo começo – Cameras Pinhole

Bom, acredito que muitas pessoas hoje em dia usam câmeras fotográficas e fazem fotos lindas, mas não tem o menor conhecimento sobre como funciona a fotografia e como a imagem se forma. Por isso vou fazer esse post ensinando a fazer Pinholes, que são câmeras artesanais e de simples funcionamento. Antes de explicar o passo-a-passo da montagem, vou dar uma breve introduzida de como é a formação da imagem em uma câmera.

Abelardo-Morell-Camera-obscura-image-of-Bostons-Old-Custom-House-in-hotel-room-1999-2000

Foto por: Aberlado Morell

O conceito que vamos ver aqui é o da câmera escura, que já era conhecido pelo ser humano há muito tempo, desde a época de Aristóteles. O filósofo grego descobriu que quando feito um pequeno buraco em uma sala escura uma imagem é formada na parede oposta ao buraco, projetando o exterior da sala. Como, por exemplo, a foto ao lado do fotógrafo Aberlado Morell que fez um ensaio fotográfico aonde fotografou diversos quartos com a “projeção” dentro deles. A  câmera fotográfica funciona como a câmera escura a unica diferença é que temos um material fotosenssivel aonde se forma a imagem que registra essa imagem, na câmera digital é o sensor fotográfico e nas câmeras analógicas o filme.

Depois dessa breve introdução sobre como funciona a câmera escura, explicar a Pinhole fica fácil. Basicamente ela é uma caixa escura, com um único buraco por onde vai entrar a luz e do outro lado desta caixinha temos um material sensível a luz, no caso da Pinhole o papel fotográfico (recomendo o papel fotográfico, mas se quiserem experimentar podem usar outros materiais fotos sensíveis como o filme fotográfico).

Como montar a sua Pinhole:

Materiais:

-Uma lata de leite ninho;

-Cartolina preta;

-Cola;

-Papel Laminado;

-Uma Agulha bem fina;

-Fita adesiva;

-Prego e martelo;

– Papel fotográfico (sensível a luz, não o de impressora)

Como montar:

1. Pegue a lata de leite ninho e revista a parte de dentro com a cartolina, colando em todo o interior da lata.

2. Pegue o prego e o martelo e abra um furo na lata, na parte convexa da latinha. É por esse buraco que a luz vai entrar.

3. Cubra esse buraco, pelo lado de fora, com um pedaço pequeno de papel laminado grudando ele nas bordas com a fita adesiva.

4.Agora vem a parte mais importante, com a agulha faça um furo, o menor possível, quase invisível, no papel laminado. Quanto menor for o furo, maior vai ser a definição da sua fotografia. Feito isso a sua câmera esta pronta.

Como usar:

Bom agora vem a parte complexa. Para carregar essa câmera você precisa de um quarto escuro, totalmente escuro ou com a luz vermelha de laboratório. Entrando no quarto escuro retire o papel fotográfico do saco corte um pedaço dele e coloque dentro da sua câmera. Certifique-se que o buraco por onde vai entrar a luz está fechado e não tem nenhuma luz entrando. O PAPEL NÃO PODE TER CONTATO COM A LUZ ATE O MOMENTO DA FOTO. Feito isso vá para o local onde irá fazer a foto, locais abertos de preferencia. Posicione a sua câmera e destampe o buraco e deixe a luz entrar, dependendo do dia você irá precisar de mais tempo de exposição. Em dias claros você pode deixar 10 segundos em dias nublados 15 segundos ou mais. Depois desse tempo, cubra novamente o buraco. A sua imagem esta la dentro. No papel fotográfico, mas se você abrir a câmera para ver a imagem não vai ver nada. Ela precisa ser processada agora, isso quer dizer passar por banhos químicos que vão revelar e fixar a imagem. Eu aconselho levar em um laboratório se for leigo no assunto de revelação, caso tenha um pouco de conhecimento ou vontade de aprender como revelar a sua imagem eu vou deixar um link abaixo (na verdade o link explica como montar a Pinhole também, sugiro ver para ter as imagens na cabeça) que explica quais químicos usar. Você pode ir tirando fotos com a sua câmera e ir guardando em um saco preto e levar várias juntas para revelar.

Foto por: Ricardo Hantzschel (Cidades invertidas)

Foto por: Ricardo Hantzschel (Cidades invertidas)

As possibilidades de trabalho com a Pinhole são infinitas é só ter criatividade. Vou deixar outro link mostrando o ensaio do fotógrafo Ricardo Hantzschel chamado cidades invertidas, onde ele fotografou são paulo só com Pinholes! Quem fizer a Pinhole manda uma foto dela para eu colocar aqui no Blog e se fizerem fotografias com ela mande também!

Sempre que surgir duvidas, sugestões ou críticas, por favor comente!

Veja como montar sua Pinhole!

Ricardo Hantzschel Pinholes!

Gustavo Winther

Anúncios

4 pensamentos sobre “Começando pelo começo – Cameras Pinhole

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s